quarta-feira, maio 18, 2016

Há 83 anos (publicado no jornal Folha da Manhã, edição de 12 de maio de 1933):

Jornaes do Rio  - 11/05/1933

DIARIO DE NOTICIAS - Publica este dado sobre a economia nacional:
"Uma fabrica paulista de cigarros iniciou intensa campanha de propaganda de seus productos por meio de dois aviões, expressamente para isso adquiridos.


sexta-feira, abril 29, 2016

ITG Brands detalha plano para demitir centenas na fábrica de Greensboro
22 de Abril de 2016

ITG está sediada na 714 Green Valley Road, o antigo local da sede da Lorillard Inc


ITG Brands estima dispensar em junho, 375 trabalhadores de sua fábrica de cigarros de Greensboro, confirmou a empresa na sexta-feira, 22 de abril.
As demissões chegam ao passo em que os volumes de produção são cortados pela metade devido ao fim de um acordo recíproco com a Reynolds American Inc.(NYSE: RAI), de Winston Salem.

Como parte de um acordo tripartite no ano passado, que incluiu a incorporação da Reynolds American com Lorillard e a venda da fábrica da Lorillard à sua empresa-mãe baseada no Reino Unido, Imperial Tobacco Group, ITG Brands continuou fazendo cigarros sob a marca Newport da Lorillard por um ano.

Esse acordo chega ao fim neste verão, com a mudança completa da produção de Newport para a planta Tobaccoville da Reynolds American, e uma redução significativa nos volumes de produção na fábrica de ITG Brands na East Market Street, que atualmente emprega 1.100.
"Esta foi uma decisão difícil de fazer, mas, no entanto, uma decisão que tínhamos de fazer", disse Mark Smith, porta-voz da ITG Brands, em comunicado. "Ao tomar este primeiro passo para dimensionar adequadamente nossas operações a fim de se alinhar com o produto que vendemos, vamos ser mais competitivos e melhor posicionados para crescer. Continuamos abertos a novas discussões com o sindicato para nos ajudar a alcançar esse objetivo e reduzir o impacto das demissões."
Os cortes não chegam como uma surpresa, já que a empresa tinha dito anteriormente que os cortes estavam vindo com a mudança das demandas de produção.

Como parte do negócio do ano passado, ITG Brands pegou várias linhas de produtos da Reynolds American e Lorillard, incluindo Winston, Kool, Salem e Maverick, mas essas marcas não têm volumes significativos para compensar a perda de fabricação de Newport, que é a marca mentolada mais vendida no país.
ITG Brands está otimista sobre sua capacidade de crescer com suas marcas recém-adquiridas, com ênfase nas marcas premium Winston e Kool, em particular.
"Executamos com sucesso nossos programas de varejo e atacado e estamos começando a ver Winston e Kool ganhando participação," disse o CEO da Imperial Tobacco Grupo, Alison Cooper, durante uma ligação de fevereiro com analistas. "Enquanto ainda é cedo, este é um grande começo."

http://www.bizjournals.com/

quarta-feira, março 30, 2016

Canadá de olho nas embalagens genéricas
16 de março de 2016

Sem colírio para os olhos

A Agência de Saúde Pública do Canadá publicou a busca por uma "análise custo-benefício para embalagens simples de produtos do tabaco", relata CBC News.

"O Governo do Canadá comprometeu-se a introduzir os requisitos de embalagens simples para produtos de tabaco, semelhantes aos da Austrália e do Reino Unido", afirma o pedido.

"Tais medidas poderiam considerar a proibição de elementos como cores da marca, logotipos e gráficos em embalagens de tabaco."

O governo está procurando uma avaliação dos custos para a indústria, bem como as despesas do governo, como execução.

O pedido visa também encontrar provas "de que a exposição da embalagem padronizada está ligada a um declínio nos riscos de fumar, e é particularmente eficaz na redução do apelo de produtos do tabaco entre os fumantes jovens."

A legislação das embalagens simples foi introduzida pela primeira vez na Austrália, em 2012, um movimento aplaudido pela Organização Mundial de Saúde.

O Reino Unido votou a favor da adoção de legislação semelhante, que entrará em vigor em maio. Irlanda e França também introduzirão políticas de embalagens simples neste ano.

www.tobaccoreporter.com

domingo, fevereiro 21, 2016

Japan Tobacco International adquire 50% de participação na La Tabacalera, da República Dominicana

17 de Fevereiro de 2016

Japan Tobacco International, ou JTI, uma das maiores empresas de tabaco do mundo, adquiriu uma participação de 50 por cento  de La Tabacalera, da República Dominicana, disseram autoridades na quarta-feira.

JTI comprou as ações da Tabacalera a partir do consórcio espanhol Cita Caribe. O governo da República Dominicana possui o restante das ações em circulação da companhia.

O presidente da JTI para a América Latina, Marchant Kuys, disse em uma conferência de imprensa de que este negócio marca a primeira vez em que a empresa, com sede na Suíça, investe na República Dominicana, um mercado atraente devido à sua estabilidade econômica.

"Esperamos trabalhar de perto com os 186 empregados (da Tabacalera) para criar um produto de qualidade", disse Kuys.

JTI é a terceira maior empresa de tabaco do mundo, operando em mais de 120 países e empregando mais de 26.000 pessoas.

As marcas da JTI incluem, Winston, Camel e Mevius, entre outras.

La Tabacalera foi fundada em 1902 como La Habanera e foi renomeada Compañia Anonima Tabacalera, ou CAT, 12 anos mais tarde.

Em 2000, a companhia foi recapitalizada e adotou seu nome atual. EFE

http://latino.foxnews.com

domingo, janeiro 31, 2016

Espanha perderá a última fábrica de cigarros da Altadis em junho

25 janeiro de 2016

Altadis, da Imperial Tobacco, planeja fechar sua última fábrica de cigarros na Espanha, de acordo com informações da agência France Presse.

As vendas de cigarros do grupo na Espanha caíram em mais de 45 por cento em volume, durante os últimos cinco anos, devido em parte às pressões regulatórias.

Um porta-voz que não quis se identificar, disse à agência de imprensa que um aumento considerável nas vendas ilegais, causada em grande parte pela crise econômica, contribuiu para a queda.

E assim teve uma queda nas exportações para os principais mercados do Oriente Médio, como as do Iraque e da Síria.

Ele informou que a Altadis deverá encerrar sua fábrica de cigarros na região norte La Rioja até 30 de Junho e que que vai priorizar a reforma antecipada ou demissão voluntária para os 471 trabalhadores afetados.

A planta de La Rioja foi a última fábrica de cigarros pertencente a Altadis na Espanha, disse o porta-voz, antes de acrescentar que o grupo tinha uma fábrica de charutos e cigarrilhas em Cantabria, norte da Espanha.

www.tobaccoreporter.com

terça-feira, dezembro 22, 2015

China espera construir fábrica de cigarro em Harare

04 de dezembro de 2015

A China tem a intenção de montar uma fábrica de cigarros em Harare, seguindo as discussões entre o governo do Zimbabue e funcionários do 'State Tobacco Monopoly Administration' da China, de acordo com informações do Daily News.

Ministro das Finanças e Desenvolvimento Econômico do Zimbabue, Patrick Chinamasa disse estar disposto a manter o foco na indústria do tabaco do país em adição de valor, de modo a criar mais empregos.

"Estamos recebendo indicações da China e por um longo tempo temos tido envolvimentos com aquele país", citou Chinamasa. "Há um monopólio estatal de tabacos na China e você não pode obter tabaco bruto ou processado na China, a menos que seja através da empresa de monopólio estatal.

"Temos perguntado por uma participação na China, mas eles se recusaram; então nós mudamos a tática e dissemos que eles poderiam vir aqui e fazer uma fábrica para fabricar cigarros.

"Se for bem sucedido, eles podem vir e montar uma fábrica de cigarros e exportar para a China."

A China é o maior consumidor de tabaco do Zimbabwe.

www.tobaccoreporter.com

segunda-feira, novembro 30, 2015

França impõe embalagens padronizadas de cigarros
27 de novembro de 2015

O parlamento francês aprovou uma lei restritiva impondo embalagens padronizadas para os cigarros, segundo informa o Euronews.

As embalagens padronizadas, que já são utilizadas para os produtos de tabaco na Austrália e que já foi legislado para a Irlanda e Reino Unido, estão para ser imposta na França a partir de Maio do próximo ano, numa tentativa de reduzir o tabagismo, particularmente entre os adolescentes.

O tabagismo é dito de ser a principal causa de morte na França, onde mais de 70.000 pessoas morrem a cada ano de doenças relacionadas com o tabaco.

O Euronews citou "especialistas" anônimos dizendo que a remoção da marca dos maços de cigarros e adicionando-se grandes advertências de saúde devem reduzir o tabagismo.

A nova diretiva da União Européia aos produtos de tabaco vai forçar fabricantes de tabaco a incluir nas embalagens, advertências de saúde tomando 65% da superfície da embalagem.

Os fabricantes de tabaco estão ameaçando uma ação judicial contra o governo francês.

www.tobaccoreporter.com